A Transfeera não realiza empréstimos financeiros. Em caso de dúvidas, fale com nossa ouvidoria.

Tecnologia
Sistema de pagamentos Pix: como inserir na sua empresa

Sistema de pagamentos Pix: como inserir na sua empresa

Quando o sistema de pagamento Pix completou 1 ano, em novembro de 2021, já tínhamos a certeza de que o meio de pagamentos instantâneo criado pelo Banco Central veio para ficar. Na ocasião, a instituição monetária havia divulgado que as transações feitas por Pix já respondiam por 72% das operações, considerando as realizadas por boletos, TEDs, DOCs e cheques somados.

Como temos visto, o sistema Pix de pagamentos continua atraindo brasileiros. Tanto isso é verdade que ele segue batendo recordes em números de operações diárias. Por esse motivo, se seu negócio virtual ainda não oferece o Pix como forma de pagamentos, pode estar deixando de atrair muitos clientes.

Caso você tenha dúvidas de como fazer isso, a seguir, mostraremos a você que adotar o sistema de pagamentos Pix é muito mais fácil do que você imagina.

O que é o Pix?

O Pix é o sistema de pagamentos instantâneos criado pelo Banco Central (Bacen). Seu principal atrativo é que em uma operação Pix os valores são transferidos em questão de segundos de uma conta a outra, em qualquer dia e horário.

Segundo o próprio Bacen, o sistema Pix de pagamentos se baseia nas características:

  • Rapidez: o recebedor tem o dinheiro na conta em poucos segundos;
  • Disponibilidade: 24 horas por dia, sete dias por semana, inclusive feriados;
  • Facilidade: a experiência de pagar ou fazer transferência Pix é facilitada para o usuário;
  • Barato: o Pix é gratuito para PF e para PJ as taxas são menores do que as cobradas para TED e DOC;
  • Segurança: possui medidas para garantir a segurança das transações;
  • Aberto: estrutura ampla de participação, possibilitando pagamentos entre instituições distintas.

Banner Guia completo do Pix para empresas: tire suas dúvidas e comece a usar!

Comparação entre TED, DOC e Pix

Fica ainda mais fácil entender o sistema de pagamento Pix ao analisarmos um comparativo entre as operações de TED e DOC. Confira:

Tempo para a transação ser realizada

TED

O dinheiro cai em duas horas, desde que a transferência seja realizada entre 6h30 e 17h em dias úteis.

DOC

O dinheiro cai em até um dia útil, mas pode levar mais tempo caso a transferência seja feita após às 22h.

Pix

O dinheiro cai na conta em segundos. As transferências podem ser feitas 24 horas por dia, incluindo feriados.

Dados a serem informados

TED

Para enviar dinheiro via TED, é preciso informar nome completo do favorecido, CPF ou CNPJ, os dados bancários (banco, agência e conta) e o tipo de conta (corrente ou poupança).

DOC

Assim como TED, para enviar dinheiro via DOC, é preciso informar nome completo do favorecido, CPF ou CNPJ, os dados bancários (banco, agência e conta) e o tipo de conta (corrente ou poupança).

PIX

Para enviar dinheiro via PIX, será necessário informar apenas uma das chaves cadastradas pelo favorecido, que pode ser número de telefone, CPF, CNPJ ou até e-mail. Não será preciso informar dados bancários.

Taxas

TED

Transferências via TED podem custar até mais de R$ 20 para pessoas jurídicas em instituições bancárias tradicionais. Algumas contas digitais não cobram pela transferência.

DOC

Assim como TED, transferências via DOC podem custar até mais de R$ 20 para pessoas jurídicas em instituições bancárias tradicionais. Algumas contas digitais não cobram pela transferência.

Pix

O valor das taxas para uso do Pix para PJ depende da instituição financeira e varia de acordo com o valor que será movimentado. Contudo, destacamos que esse valor é menor do que as taxas cobradas em outras modalidades.

Confira também os comparativos:

Banner Calculadora de Taxas Pix

Evolução do Pix

Desde seu lançamento, em novembro de 2020, o Pix passou por diversas melhorias e apresentou novos recursos.

Um deles foi o Pix Cobrança, que veio para ser substituto do boleto bancário. Assim como no caso do boleto, com o Pix cobrança o vendedor pode definir uma data de vencimento e informações como juros, multa e descontos.

No entanto, diferentemente do boleto tradicional, no Pix Cobrança não há taxas para emissão, não é preciso dar baixa no documento e a compensação do valor é feita na hora. Para fazer a cobrança via Pix, a empresa só precisa emitir um QR Code.

Banner Três cases de sucesso com o Pix

Outro recurso lançado pelo Banco Central foi o Pix saque e o Pix troco:

  • O Pix saque é uma forma de saque em espécie que poderá ser feito em qualquer loja cadastrada no sistema.
  • O Pix troco é realizado quando o cliente, ao pagar um valor superior ao total que foi gasto na loja, recebe o troco em espécie.

O Bacen também está constantemente aprimorando os mecanismos de segurança do Pix. Para manter-se atualizado, recomendamos ficar de olho na página do Banco Central.

Quais os benefícios de um sistema de pagamentos Pix?

As características do Pix já dão uma ideia do quanto o sistema pode ser vantajoso para negócios online. Para deixar bem claro, confira seus principais pontos positivos:

Agilidade na aprovação de pagamentos

O pagamento por Pix é confirmado em tempo real, enquanto o mesmo não ocorre nas outras modalidades. Toda essa agilidade torna o fluxo de caixa da empresa mais saudável, como também acelera o processo de aprovação de pagamento, contribuindo para a satisfação do cliente.

Maior controle do fluxo de caixa

Por estarmos falando de transações concluídas em poucos segundos, gestores não precisam lidar com um problema muito comum que é com relação aos prazos solicitados para pagamento serem efetuados.

Desse modo, graças à agilidade no envio e no recebimento do Pix, o controle do fluxo de caixa é otimizado. Além disso, como o dinheiro entra rapidamente na conta da empresa, o valor recebido pode ser utilizado para quitar algum pagamento pendente ou até para reinvestir no negócio.

Redução de gastos

Conforme comentamos, os custos para fazer uma transferência Pix são inferiores às outras modalidades. Isso acaba refletindo em economia para as empresas, como mostra a Monetizze, uma plataforma que concentra produtores e afiliados.

Com o uso do Pix e uma plataforma de pagamentos para negócios digitais, a Monetizze conseguiu reduzir em 44% os gastos com transferência. Clique aqui e saiba mais dessa história.

Segurança

Todas as transações via Pix ocorrem na Rede do Sistema Financeiro Nacional (RSFN). Para entender, é a RSFN que garante a autenticação digital do pagamento em meios seguros.

Importante também lembrarmos que o próprio BC define medidas de segurança que devem ser observadas por quem deseja receber via Pix, tais como: autenticação, camadas de segurança de aplicativos para bancos e criptografia de ponta a ponta.

Para ir um pouco além, neste artigo mostramos como o Pix garante segurança nas transações.

Caso queira entender melhor sobre o Pix para PJ e seus benefícios, convidamos você para escutar um bate-papo entre Fernando Nunes, cofundador e Diretor Comercial da Transfeera, e Edson Luiz dos Santos, consultor na CoLink Business, investidor anjo e um dos maiores especialistas do setor de pagamentos no Brasil:

Como levar o sistema de pagamentos Pix para empresas

O ideal é contar com uma solução que permita pagar e receber por meio do Pix em um só lugar e que conte com uma integração simples e rápida via API.

Com a solução de pagamentos da Tansfeera você conta com benefícios como:

  • Recebimento por Pix 24 horas por dia, 7 dias por semana;
  • Comprovante de recebimento do cliente ou parceiro em tempo real;
  • Pagamentos e recebimentos centralizados, sem precisar acessar o Internet Banking;
  • Alerta a cada nova entrada de valor na conta;
  • Emissão de QR Code estático ou dinâmico de cobrança;
  • Pagamentos em lote;
  • Split de Pix automático;
  • Acesso a relatórios intuitivos e completos com as transações executadas;
  • Integração via API com o ERP financeiro da empresa.

Conheça agora mesmo a plataforma Pix e solicite uma demonstração!

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!