Gestão Financeira
Conheça 15 indicadores de cobrança para aplicar na gestão financeira

Conheça 15 indicadores de cobrança para aplicar na gestão financeira

Os indicadores de cobrança são considerados métricas-chave para gestores entenderem como anda a saúde do caixa da empresa e como se comportam alguns de seus processos e operações financeiros. Conhecê-los é fundamental para não errar nas tomadas de decisão necessárias para o bom andamento do negócio.

Por esse motivo, neste artigo explicamos quais são os indicadores de cobrança existentes, qual sua importância para a saúde financeira da sua empresa e como cobrar em Pix pode diminuir a inadimplência dos clientes.

Qual a importância de indicadores de cobrança?

Os indicadores atuam como ferramentas da gestão financeira empresarial para indicar o que deve ser melhorado nas atividades e nos processos de cobrança. Ao fazer isso, o gestor da área de finanças consegue ter uma visão macro das operações, tornando-se apto a adotar ações e medidas corretivas sempre que necessário.

Esses KPIs financeiros (Key Performance Indicator) mostram também gargalos, processos ineficientes e despesas desnecessárias no funil de cobrança. Tudo isso para que, no final do dia, as melhorias nas atividades de cobrança sejam efetuadas em favor da saúde financeira da empresa.

Conheça 15 indicadores de cobrança para aplicar na área financeira

Carteira por faixa de atraso

Dos indicadores financeiros de cobrança, os de carteira por faixa de atraso fornecem um dos relatórios mais comuns da área de cobrança. Simplificadamente, eles mensuram  a alocação de valores por faixa de atraso, bem como a participação de cada uma delas.

Ao analisá-lo, o gestor pode identificar discrepâncias por faixa de atraso e melhor direcionar as ações da equipe de cobranças.

Carteira elegível para cobrança 

Apesar de existirem clientes inadimplentes, nem todos podem ser cobrados. É o caso do cliente que não recebeu um produto, de um desacordo comercial, de um problema na nota fiscal, entre tantas outras razões.

Este indicador de cobrança identifica apenas a parcela de clientes em atrasos e que podem ser cobrados. Ele também tem a função de definir como será calculada a meta de cobrança, isto é, sobre qual base dos valores. Afinal, valores que não sejam elegíveis para serem cobrados não devem entrar na meta do time de cobrança.

Roll Rate (Taxa de Rolagem)

O Roll Rate mostra o quanto da carteira foi transferida (“rolou”) para o mês seguinte. Por exemplo, se você precisa receber R$ 15 mil de um cliente, mas ele só pagou R$ 13.500, significa que R$ 1.500 migraram de um mês para outro.

O ideal é evitar ao máximo que um pagamento “role”, pois isso mostra que a cobrança está fazendo bem o seu trabalho e que a carteira não está envelhecendo.

Talk Time (Tempo de Duração da Chamada)

Converter todas as operações de cobrança em resultados positivos não é uma tarefa tão simples. O Talk Time mede o tempo de conversão de um atendimento.

Assim, para os gestores este indicador serve para avaliar o processo de conversação e verificar mudanças que podem ser realizadas para melhorar o desempenho da operação.

Best Time To Call

Este é o indicador financeiro de cobrança que mostra o “melhor momento de chamada”. Ou seja, ele mostra à equipe de cobrança os horários específicos em que as chances de conversão aumentam.

Além da melhor hora para realizar o contato, o indicador Best Time To Call considera igualmente a melhor opção, como celular, telefone fixo, WhatsApp e semelhantes.

Contato com a Pessoa Certa (CPC)

O CPC mensura o percentual de chamadas atendidas pela pessoa certa e que, por consequência, resultaram em chamadas efetivas.

Quando o CPC está alto, mostra que a estratégia de cobrança teve sucesso. Do contrário, significa que é preciso rever a ação para que a produtividade da campanha não seja comprometida.

Eficiência da Cobrança (EFIC)

É um índice obtido da razão entre as taxas de rolagem para um determinado mês de cobrança ou grupo de ação. Ou seja, o EFIC está relacionado à taxa de rolagem.

Quanto menor o indicador de Eficiência de Cobrança, melhor.

Indicadores de atraso

Eles mostram a relação entre a carteira vencida e não paga a partir de um determinado atraso e a carteira total de um determinado período.

Prazo médio de recebimento

Como o nome sugere, este índice mostra o tempo em dias entre a venda e o recebimento. Na prática, quanto mais rápido conseguir recuperar os valores não pagos, mais eficiente está a campanha de cobrança.

First Payment Default (FPD)

O indicador de cobrança First Payment Default, ou “primeira não paga”, indica a quantidade de clientes que não realizaram o pagamento da primeira parcela.

Esta métrica é considerada crucial para o contas a receber, pois ajuda o time a identificar os potenciais inadimplentes e a acompanhá-los mais de perto.

Capacidade da operação

Mensura a quantidade de pessoas no time de cobrança necessárias para executar uma estratégia com sucesso. Este é um indicador também importante de ser analisado, pois ele permite adequar a operação para executar as ações planejadas.

Funil da cobrança

Esta métrica avalia todo o processo de cobrança: desde o primeiro contato efetuado até o pagamento realizado pelo devedor. Portanto, ela mensura a quantidade de inadimplentes que foram convertidos após terem sido cobrados. Em outras palavras, mostra o desempenho das ações do time.

Clientes acionados

Indicador de cobrança que mensura quantos clientes únicos foram acionados em um dia, mês etc. pela equipe de cobrança. Perceba que para esta métrica só importam os clientes “únicos”. Ou seja, se um cliente foi contatado no período da manhã e depois no final do dia, ele não aparece aqui.

Taxa de contato efetivo

Para obter a taxa, basta dividir a quantidade de ligações atendidas pelo decisor, pelo total de acionamentos realizados. Ele serve também para avaliar a habilidade do cobrador.

Como a habilidade do profissional também depende de ele estar em contato com a pessoa certa, este indicador está relacionado com a métrica CPC.

Valor médio da parcela paga

Este indicador nada mais é do que o valor recebido dividido pelo total de pagamento. Ele é extremamente útil para mostrar os cobradores que conseguem recuperar uma dívida com o menor número de parcelas e, portanto, maior valor de pagamento.

Como cobrar em Pix auxilia na redução da inadimplência?

Os indicadores de cobrança são utilizados para as empresas conseguirem recuperar de seus clientes os valores que eles estão devendo. No entanto, o ideal mesmo é conseguir evitar que um cliente se torne inadimplente em primeiro lugar.

O Pix é a forma de pagamento que contribui para reduzir o nível de inadimplência. Basta fazermos uma rápida comparação com os boletos bancários. Enquanto o tempo de compensação de um boleto pode levar até 3 dias dependendo do emissor, com o Pix a entrada é instantânea, o que também possibilita um melhor controle do fluxo de caixa.

Já no caso do cartão de crédito, pode haver um tempo entre a compra e o recebimento do valor, o que pode favorecer a inadimplência.

Com a chegada do Pix cobrança, o Pix também pode ser usado como um boleto bancário, especialmente para compras parceladas ou a prazo, com a diferença que conta com toda a agilidade do Pix.

Inclusive, é possível também protestar um título de Pix Cobrança por meio do Protesto Digital, que serve como uma ferramenta para reduzir a inadimplência. Para saber como e quando recorrer, baixe gratuitamente o Guia do Pix: como utilizar e quando recorrer ao Protesto Digital para prevenir a inadimplência:

https://materiais.transfeera.com/guia-do-pix-e-protesto-digital

Muitas empresas optam por oferecer descontos para os clientes que pagam com Pix. Assim, garantem a entrada de dinheiro na conta em questão de segundos.

Não podemos esquecer ainda de que uma solução automatizada para gestão de recebíveis pode ajudar a ter mais controle sobre o fluxo de caixa, além de automatizarem o processo de conciliação bancária. Por consequência, contribui para evitar que os inadimplentes aumentem e a agir mais rapidamente quando um cliente se mostrar devedor.

E para fechar com chave de ouro, agora que você aprendeu sobre os principais indicadores de cobrança, aprenda mais sobre o Pix. Leia o guia completo do Pix para empresas!

Banner Guia completo do Pix para empresas: tire suas dúvidas e comece a usar!

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!