Tecnologia
Pix ou cartão de crédito e débito: qual opção é mais vantajosa para o negócio online

Pix ou cartão de crédito e débito: qual opção é mais vantajosa para o negócio online

É fato que quanto mais opções de pagamentos um negócio online oferece, melhor é para seus clientes. Contudo, existem meios que são mais vantajosos que outros e podem fazer toda a diferença no fluxo de caixa de uma empresa.

Normalmente, negócios online que estão a par dos avanços nas formas de pagamentos e nas mudanças de comportamento do consumidor se fazem a pergunta: o que é melhor, Pix ou cartão de débito e crédito? A seguir, ajudamos você a descobrir a resposta.

Pix ou cartão: o que devo escolher?

Antes de analisarmos cada opção, vamos dar uma olhada em alguns dados. Segundo a Zetta em seu estudo intitulado “A transformação do Pix para os pagamentos brasileiros”, 81% das pessoas com chave Pix cadastrada utilizam a solução com frequência.

O percentual está bem próximo de meios de pagamentos que costumam estar na liderança, como é o caso do cartão de débito (conforme a pesquisa, o cartão é a preferência de 85% dos entrevistados). Já com relação ao uso do Pix, o mesmo estudo revelou que 57% das pessoas o utilizam para transferências bancárias e pagamentos de serviços, produtos e mensalidades.

Um outro estudo, conduzido pela Fiserv, uma financeira norte-americana, aponta que, apesar de ainda ser um “novato”, o Pix já ocupa a segunda posição no gosto dos brasileiros. De acordo com a pesquisa, dos mil brasileiros entrevistados, 28% citaram preferência pelo cartão de crédito e débito, enquanto 22% elegeram o Pix.

Poderíamos ficar aqui compartilhando outros estudos e pesquisas e tiraríamos a mesma conclusão: se considerarmos o pouco tempo de funcionamento (o Pix começou ser utilizado em novembro de 2020) não é exagero dizermos que o modo instantâneo de pagamentos está em plena ascensão.

Mas, como isso ainda não tira a dúvida sobre Pix ou cartão, vamos a uma análise mais detalhada.

Cartão de crédito e débito como meio de pagamento

Antes do Pix, uma das vantagens mais expressivas do cartão de crédito e débito era a redução da inadimplência. Isso porque assim que uma compra por cartão é aprovada, a empresa que realizou a venda terá a garantia de receber o valor correspondente mesmo se um cliente deixar de pagar sua fatura, pois o risco da inadimplência é assumido pela operadora do cartão.

Hoje o Pix também traz essa vantagem e falaremos sobre ela mais adiante, mas para seguirmos com o cartão, outro benefício do meio de pagamento é a previsibilidade do fluxo de caixa, a qual se dá justamente pelo fato de a operadora ser obrigada a realizar o pagamento. Ou seja, uma vez que uma compra for realizada por cartão, o negócio online tem a certeza de que o valor da venda entrará em seu caixa.

Todavia, os cartões possuem a desvantagem das taxas administrativas cobradas pelas operadoras, que costumam ficar entre 2% e 3,5% no cartão de crédito (no cartão de débito a taxa cobrada é normalmente menor). Para negócios online, a cobrança desse valor significa redução na margem de lucro.

Leia também: Precisa reduzir as taxas financeiras da sua empresa? Saiba o que fazer!

O uso dos cartões reduz também o capital de giro. A razão disso está no tempo que uma empresa leva para receber o valor correspondente à venda. Em média, o prazo de pagamento de transações em débito é de um dia útil. Já o prazo de transações em crédito pode levar mais de um mês.

Outra questão que pode se tornar um grande inconveniente desse meio de pagamento é a segurança, pois hoje em dia está cada vez mais comum vermos notícias sobre fraudes e clonagem de cartões.

Pix como meio de pagamento

Como comentamos, o Pix também traz a vantagem do combate à inadimplência. Negócios online que optam pela modalidade recebem pela venda segundos após o pagamento ter sido efetuado.

Além de reduzir a inadimplência, isso traz um benefício importante: mais capital de giro para a empresa. Se considerarmos ainda que a organização que recebe pagamento via Pix não precisa pagar nenhuma taxa administrativa para isso, ela pode trabalhar melhor com sua margem de lucro.

Banner Guia completo do Pix para empresas: tire suas dúvidas e comece a usar!

Aliás, como nos pagamentos por Pix empresas têm a vantagem de receber instantaneamente e de não precisar pagar taxas, elas passam a ter uma margem melhor para dar descontos. Mais descontos significam mais clientes atraídos para o negócio. Consequentemente, mais vendas são efetuadas e o fluxo de caixa fica cada vez melhor.

Para que a comparação entre Pix ou cartão seja completa, é preciso avaliar também o quesito segurança. O Banco Central determinou procedimentos para tornar o meio de pagamentos instantâneos mais seguro e evitar fraudes. Além disso, criou duas ferramentas, que são o Mecanismo Especial de Devolução (MED) e o Bloqueio Cautelar.

O MED pode ser acionado pela instituição bancária ou pela vítima de um golpe. Conforme explica o Bacen, a funcionalidade pode ser usada após o registro de um Boletim de Ocorrência. Já o Bloqueio Cautelar é especialmente útil em sites não confiáveis.

Com ele, o banco tem condições de avaliar indícios de fraude e bloquear os recursos da conta por até 72 horas. Destacamos ainda que, além dessas duas ferramentas, o Bacen criou camadas e mecanismos de proteção que impossibilitam varreduras de informações pessoais relacionadas à chave Pix.

Para desvendarmos um pouco mais do universo do Pix, conversamos com Edson Luiz dos Santos, consultor na CoLink Business, investidor anjo e um dos maiores especialistas do setor de pagamentos no Brasil, sobre o uso de método instantâneo de pagamento nas empresas.

Quadro comparativo: Pix ou cartão?

Como queremos ajudar você a melhor traçar uma comparação entre os dois meios de pagamentos, observe o quadro abaixo:

Como receber pelo Pix?

Já que o Pix traz vantagens visíveis para negócios online, empresas de médio e grande porte que desejam receber pela modalidade precisam ter em mente o seguinte: é importante que a tarefa seja automatizada a fim de trazer mais agilidade à operação.

O ideal é contar com uma solução que seja facilmente integrada ao ERP financeiro da sua empresa por meio de API. É o caso da solução da Transfeera para receber.

Com ela, negócios online como o seu não precisam utilizar o Internet Banking para efetuar e confirmar transações, pois toda a gestão de pagamentos e recebimentos é feita pela plataforma graças a uma integração via API.

Para entender melhor, veja como as empresas Pay4Fun, Droper e Rifa Tech impulsionaram suas operações com a Transfeera e tornaram o processo de cash in mais eficiente. Confira aqui esses três cases de sucesso.

Nossa solução segue o conceito de invisible bank e já é utilizada por grandes marketplaces e fintechs, como: Ifood, Hotmart, Shopee, B2W, Vakinha, Paygoc6, Sim e Clodwalk.

Conheça mais sobre o uso do Pix. Leia nosso guia completo do Pix para empresas, tire suas dúvidas e comece a usar!

Material API Pix

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!