Processamento de Pagamentos
Como uma instituição de pagamento ajuda a melhorar e escalar as transações financeiras?

Como uma instituição de pagamento ajuda a melhorar e escalar as transações financeiras?

Guilherme Verdasca

Guilherme Verdasca

O Banco Central e o Conselho Monetário Nacional fizeram alterações recentes na regulamentação de meios de pagamento e inovação no setor financeiro. Desde então, novas regras vêm sendo aplicadas para o funcionamento de uma instituição de pagamento.

Em outubro de 2020, o Banco Central aprovou a Resolução n.24 que exige que as instituições de pagamento com pelo menos R$ 500 milhões em transações sejam obrigadas a requerer autorização do Bacen para prestar serviços de contas digitais. A resolução também diz que de 2023 em diante, a norma valerá para instituições de qualquer porte.

Agora, para se tornar uma instituição de pagamento regulamentada pelo Banco Central, a empresa precisa de, no mínimo, R$ 2 milhões de capital. Para quem for iniciador de serviços de pagamento (que é o agente que recebe o comando da transação, mas não quem a executa), o mínimo de capital exigido é de R$ 1 milhão.

Sendo assim, a regulação se tornou mais rígida, elevando as exigências para uma fintech que queira se tornar instituição de pagamento sem depender de um correspondente bancário.

De acordo com o Banco Central, ao elevar a régua do setor financeiro, é possível aumentar a qualidade dos serviços prestados e reduzir riscos sistêmicos para os clientes de fintechs em todo o Brasil, que passam de dezenas de milhões.

Isso garantiu uma atuação mais segura de fintechs que desenvolvem e oferecem soluções para transações financeiras de outras empresas.

Para entender essas mudanças e como contar com uma instituição de pagamento pode ser vantajoso para aumentar a capacidade de transações financeiras da sua empresa, continue a leitura deste artigo.

Leia também: Meios de pagamento: o papel das fintechs na ampliação de serviços para empresas

O que é instituição de pagamento?

O Bacen entende como instituição de pagamento a:

“Pessoa Jurídica que viabiliza serviços de compra e venda e de movimentação de recursos, no âmbito de um arranjo de pagamento​, sem a possibilidade de conceder empréstimos e financiamentos a seus clientes”.

Ou seja, as instituições de pagamento permitem que o usuário faça pagamentos sem precisar ter relacionamento com um banco ou outra instituição financeira. Elas permitem que ele movimente dinheiro e faça transações usando apenas o seu smartphone ou mesmo um cartão pré-pago, sem a necessidade de uma conta.

Conteúdos Relacionados:

O que é arranjo de pagamento?

Arranjo de pagamento é um conjunto de regras de como uma transação de pagamento deve ser realizada, com o objetivo de tornar essas ações mais viáveis, práticas e acessíveis para o público.

Essas regras influenciam nos pagamentos realizados com cartões, além de remessas e transferência de valores. Para oferecer serviços de compra e venda e de movimentação de recursos, uma instituição de pagamento usa o arranjo de pagamento de um terceiro.

Para entender melhor, um exemplo é o Nubank. Ele não é um banco, mas uma instituição de pagamento autorizada pelo Bacen que aderiu ao arranjo de pagamento da Mastercard.

Assim, o Nubank mantém relação com o usuário, disponibiliza crédito e cartão, mas quem operacionaliza as transações de pagamento é a Mastercard. Dessa forma, só é possível utilizar o cartão em estabelecimentos credenciados ao mesmo arranjo de pagamento que o Nubank, ou seja, a Mastercard.

Outros exemplos de arranjo de pagamento mais conhecidos que podem ser citados são os voltados para cartões de crédito, ou seja, empresas de bandeiras de cartão, como Visa, Elo, entre outras.

Mais recentemente, uma novidade em arranjo de pagamento cujo instrumento de pagamento utilizado não é o cartão é o PIX, meio de pagamento instantâneo desenvolvido pelo Banco Central e lançado em novembro de 2020.

A Transfeera também é um exemplo de instituição de pagamento. A solução possibilita a empresas a gestão e o processamento de pagamentos de maneira automatizada.

Por meio da plataforma, que também pode ser integrada ao ERP financeiro da empresa por meio de API, o gestor tem total controle das transações que o negócio precisa fazer, por exemplo, para pagamentos de fornecedores e de funcionários.

Banner 11 pontos para integrar uma API de pagamentos

Como uma instituição de pagamento como a Transfeera apoia as transações financeiras?

Qualquer empresa que realiza transações financeiras em lote, até mesmo um aplicativo de delivery que precisa fazer repasse de valores para estabelecimentos, pode se beneficiar de uma instituição de pagamento como a Transfeera.

Quando a empresa faz a gestão de contas a pagar manualmente, realizando pagamentos um a um, isso muitas vezes leva o negócio a ter o crescimento estagnado. Afinal, fazer muitos pagamentos de forma manual é uma tarefa que tem limitações. Primeiro, porque leva tempo demais e, depois, porque a chance de ocorrerem erros cresce com o aumento da demanda operacional.

Portanto, contar com uma instituição de pagamento que possibilite automação financeira é uma decisão que não apenas otimiza a produtividade da equipe da empresa, mas também permite escalar as transferências de valores realizadas pelo negócio.

Ou seja, se as transações financeiras passam a ser efetuadas de maneira muito mais fácil e rápida, é possível ampliar o negócio e fazer ainda mais operações.

Desde que o open finance garantiu a abertura de serviços entre instituições, facilidades como essas se tornaram possíveis. Para saber mais sobre essas possibilidades, sugerimos a leitura deste conteúdo:

Open finance: as diferenças para o open banking

E para descobrir como a Transfeera pode otimizar os processos de pagamentos na sua empresa, solicite uma demonstração da solução.

Quero experimentar a Transfeera

Banner Infográfico: Open Finance As diferenças para o open banking

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!