A Transfeera não realiza empréstimos financeiros. Em caso de dúvidas, fale com nossa ouvidoria.

Tecnologia
Marketplace: como criar um marketplace de sucesso?

Marketplace: como criar um marketplace de sucesso?

Os marketplaces são modelos de negócios que se tornaram bastante populares. Um dos motivos é que eles permitem a diversos negócios reduzirem custos e, desde o início, atingirem um público assertivo.

Por conta das diversas vantagens que eles oferecem, muitos empreendedores têm o desejo de investir nesse ramo do mercado. Se esse for o seu caso, confira a seguir nossas dicas de como montar um marketplace de sucesso.

O que é marketplace?

Um marketplace é uma plataforma online que conecta compradores com vendedores (conhecidos também por sellers). É como se fosse um shopping center, no qual em um único ambiente existe uma concentração de diferentes estabelecimentos.

No caso dos marketplaces, eles podem ser nichados – como os que concentram apenas produtos esportivos, por exemplo, ou serviços de limpeza – ou não (é o caso de sites como Amazon ou Magazine Luiza).

Além disso, existem algumas características que os definem:

  • Os clientes podem comprar de vários sellers na mesma plataforma;
  • Os clientes realizam um único pagamento, mesmo que tenham realizados compras de diferentes vendedores;
  • O repasse dos pagamentos é de responsabilidade do marketplace;
  • A garantia de estoque é do seller, isto é, o proprietário do marketplace não faz a gestão de nenhum produto ou serviço;
  • A responsabilidade de envio de um produto ou execução de um serviço fica a cargo do seller.

Destacamos ainda que marketplaces são negócios totalmente diferentes de e-commerces. Aqui você pode entender melhor as diferenças e vantagens de cada modelo.

Entendido o que é marketplace, veremos agora o que você pode fazer para criar um.

Como criar um marketplace: primeiros passos

Como acontece em qualquer modelo de negócio, ter um bom marketplace exige muita dedicação. Além disso, é preciso levar em consideração diversos aspectos, como os que compartilhamos a seguir com você:

Pesquisa de mercado

Não tem como criar um marketplace se você não sabe qual é a viabilidade do negócio. Para isso, procure saber:

  • Qual é o tamanho do mercado que a plataforma online atenderá;
  • Quais são os concorrentes;
  • De que maneira a marketplace se destacaria; e
  • Qual é o potencial para crescimento.

Definição de Persona para vendedores e compradores

O passo seguinte é saber quem serão os seus vendedores. O motivo para isso é simples: sem vendedor não tem oferta, e sem oferta não tem clientes.

Os vendedores podem ser pessoas físicas, empresas ou lojas. Tudo dependerá do tipo de plataforma que você deseja criar, mas independente disso, é importante definir as características que eles terão.

Essas características ajudarão você a saber onde encontrar os sellers e a definir o que precisa oferecer para atraí-los.

O raciocínio segue o mesmo para os compradores. Eles serão empresas ou pessoas físicas? Onde eles se encontram (em uma região do Brasil, em uma cidade ou no país inteiro)? Qual é a faixa etária?

Entenda que conhecer bem as personas do vendedor e do comprador contribuirá para que você monte um marketplace atraente e que traga bons resultados para todos.

Decida um modelo de receita

Algo fundamental sobre como criar um marketplace é a maneira como ele será monetizado. Isso será decisivo para que o negócio tenha fluxo de caixa para bancar suas despesas.

Algumas estratégias de monetização são:

  • Comissão: é o modelo que costuma ser mais adotado. O marketplace cobra uma porcentagem de cada venda realizada.
  • Publicidade: a estratégia costuma ter bons resultados quando o negócio já está bem consolidado e já é conhecido. Nesse caso, mediante o pagamento de uma taxa, o marketplace disponibiliza espaços para que empresas façam anúncios.
  • Mensalidade: os sellers podem pagar um valor mensal para utilizarem a plataforma e terem acesso a diferentes vantagens. Normalmente, nessa forma de monetização existem planos mensais de diferentes tipos, sendo que os valores variam de acordo com o marketplace e os benefícios oferecidos.

Entenda como funcionam os pagamentos

Existe a opção de fazer toda a gestão de pagamentos manualmente, o que até pode parecer uma boa em um primeiro momento, principalmente se o negócio for pequeno.

No entanto, processos manuais possuem dois problemas principais. O primeiro é que eles não são escaláveis e, portanto, podem dificultar o crescimento de um negócio. O segundo é o fato de serem suscetíveis a erros, o que pode significar perda financeira.

Pensando nessas duas vertentes, é indicado que desde o começo exista o foco na otimização de pagamentos, algo que inclusive tornará mais fácil o controle das entradas e saídas.

Para conseguir otimizar cash in e cash out, o sistema financeiro do negócio online pode ser diretamente integrado com uma plataforma de pagamentos. Entenda com mais detalhes no artigo:

Como funcionam os pagamentos em marketplace?

Foco na plataforma de marketplace escolhida

Existem duas possibilidades aqui: a primeira é desenvolver a plataforma do zero, contratando uma equipe de programadores, designers, entre outros. A segunda é utilizar as plataformas já existentes no mercado.

Essa opção traz a grande vantagem de permitir um lançamento mais rápido, porque todas as funcionalidades já estão prontas para uso.

Afinal, como escolher uma plataforma para marketplace?

Na hora de escolher, não deixe de analisar a qualidade e a disponibilidade do suporte, isto é, se a empresa possui profissionais capacitados e que estarão disponíveis caso haja algum problema.

O nível de personalização também é uma característica que não deve passar em branco. Verifique quais são as possibilidades de customização e veja se elas são suficientes para diferenciar o seu negócio. Do mesmo modo, analise as funcionalidades disponíveis.

Por exemplo, a plataforma é integrada com algum intermediador de pagamentos? Como é realizado o checkout? Pode não parecer evidente, mas entender com precisão o que a plataforma oferece poupa problemas no futuro (e até mesmo ajuda os sellers a vender mais).

Por último, mas não menos importante, procure saber quais são os certificados de segurança que a plataforma possui. Afinal, você não vai querer que seu marketplace seja alvo de golpistas, não é mesmo?

Atrair investidores para o marketplace é importante?

Atrair investidores pode ser uma boa opção para conseguir capital externo. Porém, aqui vale uma ressalva.

Para conseguir captá-los, o marketplace ou precisará ser inovador, isto é, estar relacionado a uma oportunidade de negócio até então não explorada (ou pouco explorada), ou já estar bem consolidado no mercado. No segundo caso, significa ter sido validado e já ter atingido o break even point.

Por esse motivo, salvo se o seu marketplace for algo completamente diferente, o ideal mesmo é investir esforços para atrair sellers, seguir dicas de como vender mais etc.

Vantagens de criar um marketplace

Além de saber como criar um marketplace, é interessante conhecer as vantagens desse modelo de negócio. Separamos quatro:

  1. Investimento inicial baixo: como existem plataformas de marketplace prontas, não é necessário gastar uma grande soma de dinheiro para desenvolver um negócio do zero.
  2. Maior exposição: um marketplace reúne diferentes sellers, sendo que cada um tem interesse em vender. Cada vez que um vendedor divulga seus produtos ou serviços, ele também divulga a plataforma.
  3. Mais confiabilidade: os marketplaces reúnem vendedores e clientes em um só lugar, desse modo, permitem que os usuários encontrem as melhores ofertas mais rapidamente. Essa vantagem faz com que os compradores tenham a tendência de preferir o marketplace a um e-commerce ou lojas físicas.
  4. Rapidez no ROI: com redução nos custos iniciais e operacionais, o negócio online tende a ter uma receita maior. Logo, costumam atingir um bom ROI mais rapidamente.

Material - infraestrutura de pagamentos

Conclusão

Especialmente com o desenvolvimento de meios de pagamento online, negócios virtuais têm tudo para seguir crescendo. Isso significa que criar um marketplace pode ser uma ótima ideia de negócio.

Como estamos falando de um mercado em expansão, a concorrência é muito acirrada, o que exige das empresas online garantirem uma boa experiência de compras. Isso vai desde a facilidade em encontrar um produto, até o fechamento do carrinho de compras.

Pensando na etapa do pagamento, reforçamos a importância de contar com uma plataforma desenvolvida especialmente para marketplaces. É o caso da solução da Transfeera, que oferece vantagens como:

  • Controle de entradas e saídas em um só lugar;
  • Emissão de QR Codes estáticos e dinâmicos para pagamentos por Pix;
  • Envio de alerta a cada quantia recebida, com emissão de comprovantes em tempo real;
  • Split de pagamentos, para fazer o repasse automático aos sellers;
  • Possibilidade de ser integrada ao sistema financeiro da empresa via API;
  • Entre outras.

Para saber mais sobre como ter uma boa infraestrutura de pagamentos e garantir que seu marketplace comece com o pé direito, baixe gratuitamente o passo a passo que desenvolvemos.

Material - Tecnologias financeiras

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!