A Transfeera não realiza empréstimos financeiros. Em caso de dúvidas, fale com nossa ouvidoria.

Tecnologia
Fintech: o que é, como funciona e quais os tipos?

Fintech: o que é, como funciona e quais os tipos?

As fintechs têm revolucionado o mercado financeiro. Um dos motivos de isso acontecer é que elas possuem como proposta levar mais eficiência e melhores preços aos seus clientes.

Por terem uma ampla área de atuação, existem diferentes tipos de fintech, como as de meio de pagamentos, de seguros, de investimentos, entre outras. Neste artigo, falamos sobre os principais e, para você não ter mais dúvidas, explicamos o que são fintechs e como elas funcionam. Aproveite!

Para começar, afinal, o que são as fintechs?

Fintech é toda empresa que utiliza tecnologia para aprimorar ou automatizar serviços e processos financeiros. A palavra vem da junção de dois termos da língua inglesa: financial e technology (finanças e tecnologia em português).

Na prática, trata-se de um modelo de negócio que visa tornar a rotina financeira mais rápida, segura e ágil, além de menos burocrática. Existem vários tipos de fintechs, desde as focadas em soluções de processamento de pagamentos até aplicativos de mobile banking.

Para entender bem o que são fintechs, destacamos duas características importantes que elas possuem: são escaláveis e disruptivas. Por conta disso, são também conhecidas como startups financeiras.

Interessante ressaltar que as fintechs trazem muitas vantagens para negócios virtuais. Temos um conteúdo que fala exatamente sobre isso e recomendamos que você salve a leitura:

Empresas fintechs: quais as vantagens para o comércio eletrônico?

Em geral, como as fintechs funcionam?

As fintechs são regulamentadas pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Isso significa que toda empresa desse tipo obedece às regras impostas pelo Banco Central e possuem processos alinhados com a legislação brasileira.

Com relação às leis e aos decretos que regulamentam todos os tipos de fintechs, citamos:

Para mais detalhes sobre as leis e os decretos, leia este artigo com as principais regulamentações do setor.

Dito isso, é interessante também entender que as fintechs funcionam tendo como base os seguintes pontos:

  • Não possuem agências físicas;
  • Baseiam-se na tecnologia e na otimização dos recursos;
  • Apresentam soluções rápidas e fáceis de usar;
  • Oferecem custos reduzidos (alguns serviços podem ser gratuitos);
  • Possuem burocracia reduzida;
  • Investem em cibersegurança.

Quais são os tipos de fintech?

Agora que você entendeu o que é fintech e como elas funcionam, vamos dar uma olhada nos principais tipos existentes. São eles:

  • Crowdfunding
  • Fintech de gestão financeira
  • Fintech de seguros
  • Fintech de empréstimos e negociação de dívidas
  • Fintech de eficiência financeira
  • Blockchain e bitcoin
  • Fintech de pagamentos
  • Fintech de crédito e investimentos
  • Fintech de contabilidade

Confira a seguir a explicação de cada um dos tipos de fintechs.

Crowdfunding

É o tipo de fintech utilizada para captar recursos coletivamente. Explicando melhor, são empresas que buscam reunir pessoas para contribuírem no financiamento de um projeto social, artístico ou cultural, ou até na criação de novos empreendimentos, produtos, serviços e tecnologias.

Fintech de gestão financeira

Este tipo de fintech desenvolve soluções para a gestão de finanças de empresas B2B e B2C. Os sistemas desenvolvidos tornam possíveis atividades como: gerenciamento de fluxo de caixa, controle de estoque, análise de dados, emissão de notas fiscais, controle do orçamento, entre outras.

Fintech de seguros

Também conhecidas como insurtechs, as fintechs de seguros criam e implementam soluções para melhorar a eficiência do setor de seguros. Têm o objetivo de tornar o segmento mais eficiente.

Soluções desenvolvidas por fintechs de seguro analisam dados dos clientes e oferecem serviços mais indicados aos seus perfis (e com preços melhores).

Fintech de empréstimos e negociação de dívidas

Atuam como mediadoras entre instituições financeiras e as pessoas que desejam solicitar empréstimos. Ou seja, são associadas a bancos ou financeiras.

Esse tipo de fintech é composto por sites e aplicativos que possibilitam microfinanciamentos. Normalmente oferecem, além de empréstimos, negociação de dívidas.

Fintech de eficiência financeira

Tipo de fintech que atua na segurança e na eficiência das operações financeiras. Para isso, empresas desse setor desenvolvem soluções para identificação de usuários, proteção de dados e prevenção contra fraudes.

Blockchain e bitcoin

Fintechs que possibilitam transações digitais descentralizadas e que utilizam criptomoedas (como o bitcoin). Em outras palavras, não possuem a necessidade de envolver bancos e instituições financeiras.

Fintech de pagamentos

São as fintechs voltadas a facilitar a jornada do consumidor na etapa do pagamento. Elas podem oferecer desde cartões de crédito e débito até soluções de pagamento propriamente ditas.

Um exemplo de fintech que atua nesse setor é a Transfeera. Temos como missão ajudar empresas a melhorarem os processos de gestão financeira de contas a pagar e a receber. Automatizamos as rotinas de pagamentos com duas soluções:

Banner Três cases de sucesso com o Pix

Fintech de crédito e investimentos

Fintechs de crédito buscam reduzir a burocracia de quem precisa solicitar empréstimos. Costumam oferecer também taxas mais atrativas do que as ofertadas por empresas de créditos tradicionais.

Já as fintechs de investimento trazem soluções mais acessíveis aos usuários e apresentam melhores opções de investimentos de acordo com o perfil do cliente.

Fintechs de contabilidade

Oferecem serviços de contabilidade online e automatizam várias operações contábeis. Esse tipo de fintech também oferece serviços voltados para diminuir a carga tributária das empresas, reduzir a burocracia e aumentar os lucros.

Conclusão

Como você viu, existem vários tipos de fintech que atendem aos mais diversos setores. O que todos têm em comum é o fato de oferecerem agilidade, preços mais atrativos, segurança, transparência e automação.

Para você entender de que maneira as fintechs de pagamento podem ajudar empresas como a sua, leia este conteúdo especial: Meios de pagamento – como as fintechs atuam na ampliação de serviços para empresas.

APIs para fintechs

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!