Gestão Financeira
Análise financeira: como utilizar dados do setor para tomar decisões?

Análise financeira: como utilizar dados do setor para tomar decisões?

Fernando Nunes

Fernando Nunes

A análise financeira é uma ferramenta indispensável para todo negócio de sucesso. Dinâmico e sempre passível de mudanças, o ambiente empresarial exige do gestor um constante poder de decisão.

Portanto, as empresas precisam contar com processos que tragam segurança para suas transações em cenários de incertezas e instabilidades.

Assim, compreender dados financeiros pode ser um diferencial para o desenvolvimento de estratégias que tragam resultados efetivos para uma companhia.

Nesse artigo, vamos mostrar como utilizar a análise financeira para tomar decisões.

Como usar a análise financeira para tomar decisões assertivas?

No momento em que dados são agrupados e organizados seguindo uma linha de raciocínio específica, eles se tornam informações. E quando elas passam por um processo de análise, podem virar grandes aliadas dos gestores nas tomadas de decisões.

Os dados representam o marco zero para que a realidade econômica de uma empresa seja examinada. Sendo assim, com a análise financeira, é possível obter essas informações imprescindíveis para o surgimento de novas oportunidades.

Com ela você consegue visualizar pontos como o faturamento do negócio, compra de ativos e passivos, preço de venda de produtos, etc.

Além disso, a análise financeira ajuda a construir documentos internos, como:

  • Relatórios de contas;
  • Fluxo de caixa;
  • Margem de lucro.

Por meio de dados, os resultados das análises financeiras demonstrarão os melhores movimentos possíveis para o desenvolvimento da empresa. Ou seja, os próximos passos serão dados considerando resultados anteriores positivos e negativos.

Juntando todo esse conjunto de informações, o gestor pode visualizar com maior clareza os pontos de acertos e erros. Em outras palavras, será possível compreender quais atividades foram vantajosas e quais devem ser evitadas nos próximos meses.

Dessa forma, o empreendedor poderá montar suas estratégias e planejamentos embasados em atividades que comprovadamente funcionam.

O papel e importância do gestor financeiro nas análises do setor

Você sabe qual é a função de um gestor financeiro? Basicamente, ele é o profissional responsável por manter os recursos econômicos organizados.

O gestor planeja finanças, capta e aplica recursos, acompanha o fluxo de caixa e auxilia na tomada de decisões corporativas.

Além disso, ele também é designado a acompanhar atividades cotidianas da companhia como:

  • Contas a pagar;
  • Problemas relacionados a assuntos contábeis e fiscais;
  • Processos de faturamento.

O objetivo central desse profissional é contribuir para que o valor do patrimônio líquido da empresa cresça. Para cumprir essa meta, é fundamental que o gestor conheça todos os detalhes que envolvam a situação econômica do negócio.

Digamos que as vendas de um mês despencam por algum motivo desconhecido. O papel do gestor nesse caso é investigar o motivo do problema, seja interno ou decorrente de variações do mercado.

Depois disso, ele deve elaborar uma estratégia para que o mesmo não ocorra no mês seguinte e criar maneiras de recuperar o prejuízo. É nesse cenário que a análise financeira mostra-se como uma ferramenta indispensável para o sucesso da função do profissional.

Para conseguir organizar os recursos econômicos, o gestor deve minuciosamente examinar os resultados da análise. Portanto, ele trabalha considerando os dados obtidos e promovendo ações estratégicas com base nessas informações.

Banner Infográfico: 5 pontos para ganhar escala nos pagamentos da sua empresa

Transformando dados financeiros em informações

Perfil e hábitos de consumo do cliente, atividades da concorrência, aceitação ou rejeição de determinado produto. Você sabe o que esses tópicos têm em comum? Todos eles são dados financeiros.

Como vimos anteriormente, os dados, quando agrupados, podem se tornar insights essenciais para a análise financeira. No entanto, como transformar esses números em informações que tragam lucro para a empresa?

Sistematizar, verificar e analisar os dados são as primeiras etapas que um gestor deve cumprir. Para isso, existem softwares que auxiliam nesse processo e entregam relatórios com números sobre as atividades da empresa.

A partir do momento que esses dados são reunidos, as informações estratégicas surgem.

Com esse conhecimento em mãos, o gestor saberá exatamente onde focar as atividades do negócio.

Demonstrações financeiras importantes para análise e tomada de decisão

Todo empreendedor deve considerar as mudanças de mercado para tomar decisões. Além disso, ele também precisa saber que atividades empresariais são dinâmicas e podem mudar a qualquer momento

Sendo assim, as companhias devem contar com ferramentas que as auxiliem a realizar seus processos decisórios de forma mais segura.

Entre esses instrumentos, as demonstrações financeiras são as que mais ajudam gestores durante análises e tomadas de decisão. Veja abaixo as mais importantes:

Fluxo de caixa

A Demonstração do Fluxo de Caixa (DFC) mostra o desempenho da empresa considerando as movimentações de caixa durante determinado período. Esse documento visa acompanhar as movimentações de dinheiro (quanto foi recebido e quanto foi gasto) feitas pelo empreendimento.

Ao realizar o fluxo de caixa, você consegue obter uma visão mais clara sobre o momento econômico de sua empresa, sendo essa uma informação providencial para o desenvolvimento de uma análise financeira.

Por fim, o DFC ajuda o gestor a antecipar decisões. Exemplificando, se o fluxo de determinado mês acusou prejuízo, medidas poderão ser tomadas para evitar que o quadro se repita.

Balancete

O balancete é um instrumento de controle interno que avalia a saúde financeira através de seus créditos e débitos. Em outras palavras, ele permite que o gestor saiba se a empresa conseguirá pagar suas despesas com ativos que possui.

Para isso, o balancete considera todo dinheiro disponível, desde empréstimos até investimentos e acionistas. Partindo desse princípio, esse relatório busca verificar se a soma dos saldos devedores é equivalente à soma dos saldos credores. 

Com o balancete, o empreendedor poderá visualizar informações como a evolução das receitas e despesas. Esses números são fundamentais para que haja a análise das margens de lucro dos serviços e cumprimento de metas financeiras.

Índices financeiros

Os índices financeiros são métricas que indicam o desempenho passado e ainda fornecem uma previsibilidade futura das finanças. Esses parâmetros acompanham informações como a movimentação de caixa, retorno sobre investimentos, aceitação do preço dos produtos pelos clientes, etc.

Existem diferentes índices que podem auxiliar sua empresa em uma análise financeira. Dentre os mais populares no mundo dos negócios, podemos destacar:

  • Margem bruta;
  • Margem EBITDA;
  • Margem líquida;
  • Margem de custos;
  • Ponto de equilíbrio;
  • Liquidez corrente;
  • Índice de cobertura de juros;
  • ROI (Retorno sobre o investimento).

Qual processo para tomada de decisão baseada em dados?

Como comentado ao longo do texto, as tomadas de decisões são atitudes muito presentes no cotidiano de um gestor.

Segundo pesquisas da McKinsey & Company, 30% do tempo de trabalho de executivos está direcionado a tomar decisões. E conforme o nível hierárquico sobe, maior essa porcentagem se torna: 14% dos profissionais de cargos mais altos passam mais de 70% do dia decidindo sobre os mais variados tópicos.

Os dados são fundamentais na hora de tomar uma decisão. Pensando nisso, separamos algumas dicas que vão te ajudar nesses momentos tão importantes:

Descubra qual é o problema

O primeiro passo é identificar o problema. Afinal, é impossível solucionar algo que você não sabe exatamente a origem e o motivo de estar causando complicações. Assim, uma análise financeira pode ser extremamente útil para desvendar o que está atrapalhando as atividades de sua empresa. Por exemplo, digamos que as taxas de banco estão aumentando consideravelmente os custos do negócio.

Uma análise conseguirá desvendar essa problemática e te apresentar soluções. Nesse cenário, automatizar o setor financeiro com a Transfeera pode ser uma excelente resolução, visto que a ferramenta dinamiza e facilita transações bancárias, excluindo taxas.

Defina indicadores

Depois que o problema for detectado, chega o momento de definir indicadores que nortearão sua análise em busca da resolução. Para isso, o gestor precisa se questionar sobre as seguintes tópicos:

  • Quais informações precisam ser mapeadas para que eu consiga solucionar meu problema?
  • Como o mapeamento será feito?
  • Essas informações realmente serão úteis para a minha tomada de decisão?

Agrupar dados

O agrupamento de dados é uma etapa essencial no momento de tomar decisões. No entanto, sabemos que a maioria dos executivos não têm tempo para juntar informações.

Nesse contexto, o uso de softwares especializados na coleta de estatísticas pode ser uma excelente opção para uma análise financeira.

A tecnologia em favor da melhor gestão dos dados

Sendo parte ativa do nosso cotidiano, a tecnologia traz diversos benefícios e funcionalidades quando o assunto é gestão de dados.

Considerando o cenário de transformação digital que passamos, a automação de dados é uma realidade nas empresas.

Além disso, os softwares são fortes aliados em grandes empresas que precisam fazer o gerenciamento de um número muito grande de dados. Sem as soluções tecnológicas, essa tarefa seria humanamente impossível.

Devemos considerar que a segurança das informações é um fator crucial nos dias de hoje. Sendo assim, as informações captadas para análise financeira devem ser protegidas da melhor forma possível.

E com os recursos que softwares nos fornecem, é possível dizer que utilizar essas ferramentas é a decisão mais segura para o seu negócio.

Dentre as principais vantagens que os softwares apresentam, podemos destacar:

  • A otimização do trabalho;
  • O agrupamento automático de dados que serão transformados em informações;
  • Proteção total das informações;
  • Redução de erros humanos.

Como a Solução da Transfeera pode ajudar o seu setor financeiro a se tornar data-driven

A solução desenvolvida pela Transfeera foi pensada para tornar o cotidiano da empresa mais dinâmico, otimizado e produtivo. A nossa plataforma, ao automatizar os trabalhos manuais, garante que os profissionais possam focar suas atenções exclusivamente nas tarefas estratégicas.

Dentre os principais benefícios da plataforma de pagamentos, podemos citar:

  • Redução de custos que seriam destinados a pagamentos de multas, taxas bancárias e rotinas operacionais;
  • A segurança garantida de seus dados;
  • A certeza de que todas as transferências serão direcionadas para a conta certa, sem riscos de falhas originadas por dados incorretos;
  • Agrupamento de pagamentos em apenas um lugar e com poucos cliques;
  • Ter em suas mãos relatórios, dados e indicadores fundamentais para auxiliar na tomada de decisões empresariais.

Como podemos perceber, a transformação digital está modificando todas as áreas da sociedade. Dessa forma, os meios de pagamento também estão sendo impactados. Quer entender mais sobre isso? Assista o Webinar que a Transfeera produziu sobre o assunto!

Banner Como funciona cada forma de pagamento

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!