Gestão Financeira
Unified Commerce: Tudo que você precisa saber sobre o futuro do varejo

Unified Commerce: Tudo que você precisa saber sobre o futuro do varejo

Especialmente no ambiente dos e-commerces (como os marketplaces, por exemplo), surge cada vez mais a necessidade de um ponto fundamental para operações financeiras otimizadas: as inovações tecnológicas. Nesse contexto, o Unified Commerce se desenvolve com a promessa de ser o futuro do varejo.

Essa nova estratégia tecnológica tem tudo para entregar ao varejista exatamente as ferramentas que ele precisa para aumentar a lucratividade de seu negócio, além de entregar uma experiência fluida, completa e dinâmica para a jornada de compra do consumidor.

Você sabe o que é o Unified Commerce e como ele pode impactar o seu negócio? Nesse artigo, te apresentamos mais detalhes sobre esse conceito que promete.

Siga a leitura e conheça mais!

O que é Unified Commerce?

Em primeiro lugar, conhecido em português como Comércio Unificado, o Unified Commerce é um conceito que busca gerar um sistema único e integrado entre o varejo.

Assim, o objetivo é centralizar as informações e pagamentos em somente um sistema. Dessa forma, o cliente terá inúmeras vantagens, como facilitação na troca de compra online.

Além das vantagens para o cliente, o gestor também usufrui de benefícios, como a possibilidade de captar e utilizar informações dos usuários para embasar o processo de tomada de decisões.

Abaixo, vamos explicar um pouco melhor sobre duas dúvidas muito comuns entre as pessoas quando falamos de Unified Commerce. Confira!

Unified commerce vs omnichannel: quais as diferenças?

A confusão entre os conceitos é recorrente atualmente. Isso ocorre, porque há semelhanças e particularidades entre eles. Ominichannel e Unified Commerce são canais integrados, contudo a diferença ocorre entre as plataformas as quais ocorrem esse processo.

    • omnichannel: canais integrados e gerenciados por diferentes sistemas, o que pode apresentar fontes de informações diferentes;
  • unified commerce: canais integrados em uma plataforma única, aglutinando as informações das transações somente naquele ambiente.

Podemos dizer que o Unified Commerce está um passo à frente da estratégia Omnichannel.

Mas por qual motivo? No primeiro conceito, o usuário conta com uma experiência 360º do cliente, tanto no campo virtual quanto no físico. Vamos colocar isso na prática para simplificar ainda mais?

Na estratégia omnichannel, existe a possibilidade do cliente iniciar um atendimento no site e finalizar no e-mail, por exemplo, sem a necessidade de ficar repetindo o seu problema em cada meio de comunicação.

O Unified Commerce conta com a mesma possibilidade. No entanto, aqui nós temos um plus: o que o difere da estratégia omnichannel é o uso de apenas uma plataforma unificada para que essas operações (como atendimentos, solicitações de trocas, etc) aconteçam em somente um lugar.

Quais são suas aplicações?

Agora que já sabemos melhor sobre o conceito de Unified Commerce e quais são suas diferenças com o Omnichannel, talvez esteja restando uma dúvida na sua cabeça: afinal, quais são as aplicações desse conceito? Como o Unified Commerce funciona na prática?

Em primeiro lugar, devemos destacar que a experiência do cliente torna-se muito mais fluida e dinamizada com a unificação das áreas do varejo (como atendimento, estoque, vendas, pagamentos, logística, etc).

E o que isso significa? Que através desses dados reunidos em um único lugar, o consumidor poderá comprar com muito mais facilidade.

Vamos exemplificar? Na realidade Unified Commerce, o cliente tem a possibilidade de ir até a loja física, experimentar diversas opções de produto, escolher a que mais agrada, pagar a compra em um totem digital e solicitar o envio da compra para sua casa. Sem esperas, sem filas.

Além disso, o usuário também terá a possibilidade de fazer o processo inverso: escolher sua roupa pelo aplicativo e reservar a compra até poder ir para a loja pegar o produto.

Por fim, as formas de pagamento também podem ser impactadas pelo sistema. Afinal, os meios de pagamento nos últimos anos estão passando por significativos processos de evolução. Confira nosso podcast falando sobre o assunto.

Através da estratégia de comércio ilimitado, você poderá inserir diferentes possibilidades para os clientes realizarem suas transações através de seus meios favoritos. Lembre-se: limitar formas de pagamento pode reduzir as vendas e prejudicar seu varejo.

Quais as vantagens do Unified Commerce?

Já vimos as vantagens que o Unified Commerce pode trazer para a experiência de compra do seu cliente. Mas você sabe quais os benefícios que esse conceito garantirá para você e seu comércio de uma maneira geral? Confira abaixo:

  • Dados unificados: pelo fato das informações sobre o negócio estarem em apenas um lugar, a análise desses dados e o surgimento de insights fundamentais para tomadas de decisões será ainda mais fácil, garantindo o aprimoramento dos serviços e atendimento;
  • Visão mais ampla do comportamento dos clientes: ainda como uma consequência da unificação dos dados, o gestor terá maior facilidade em observar tendências entre os clientes. Essa informação é vital para a elaboração de novas estratégias.
  • Endless Aisles: o conceito das prateleiras infinitas que basicamente representa a unificação de estoque, contribuindo para que não haja perdas de venda por falta de determinado produto. Caso não tenha disponibilidade de algo em loja X, provavelmente terá em loja Y.
  • Redução de gastos: pelo fato de diminuir a necessidade de diversos sistemas para obrigar os diferentes canais, o gestor terá uma considerável economia;
  • Simplificação dos processos: ao contar com o comércio unificado, você não precisará gastar seu tempo com preocupações mais burocráticas, como a realização de pagamentos em vários canais. Tudo está ali, em uma plataforma, consolidando seus pedidos numa única visualização. Dessa forma, você poderá se focar nos ramos mais estratégicos do negócio.
  • Maior alcance: por fim, o Unified Commerce garante que a empresa possa estar exatamente onde o cliente deseja que ela esteja. Um usuário prefere realizar transações online? Seu negócio atende virtualmente. O outro gosta mais de comprar em loja física? A empresa também se faz presente.

Como funciona o comércio unificado?

Segundo especialistas, o Unified Commerce se sustenta em 4 pilares fundamentais e básicos para o seu funcionamento pleno. Confira abaixo o que significa cada um deles:

Navegar

O primeiro princípio é relacionado com a navegação do usuário. O cliente deve ter a melhor experiência possível ao acessar diferentes espaços para achar o seu produto desejado.

Dessa maneira, todos os meios e canais de comunicação do comércio (loja física, redes sociais, aplicativos, etc) devem estar unificados para garantir uma navegação fluida do consumidor.

Transacionar

Já esse pilar conversa diretamente com a parte transacional do negócio. No Unified Commerce, as compras e os contatos devem ser realizados através de um único canal e com apenas um cadastro.

Sendo assim, independente do que e do volume que o consumidor compra, todo o processo transacional no Unified Commerce deve ser realizado de forma ágil e menos burocrática possível.

Adquirir

Nesse pilar, temos a possibilidade do consumidor encontrar, comprar e receber o produto que deseja da forma que ele quiser. Ou seja, estamos falando da liberdade de escolha do cliente.

Então, se o consumidor prefere comprar online e retirar o produto fisicamente, essa deve ser uma opção. Caso ele prefira ir pelo caminho oposto, comprando fisicamente e recebendo em casa para fugir de filas, também precisa ser uma possibilidade.

Consumir

Chegamos no pilar final, o consumo do cliente. Nessa etapa, o principal objetivo do gestor no contexto do Unified Commerce é tornar a experiência de compra do consumidor cada vez melhor.

Como resultado, para potencializar a jornada do cliente, o gestor pode utilizar ferramentas como canais de informações e educação, chats, conexão entre dispositivos, serviços complementares, etc.

A somatória desses 4 pilares garante a satisfação do cliente e é claro, a sua fidelidade à sua marca. Afinal, se ele teve uma experiência positiva em uma primeira compra, a tendência é que esse consumidor volte outras vezes para fechar negócio.

Assim, os dois lados saem ganhando: o cliente, que conta com um serviço de qualidade; e a empresa, que fideliza o consumidor e, consequentemente, aumenta a sua lucratividade.

Qual a relação do Unified Commerce com meios de pagamento?

Por fim, você sabia que os meios de pagamento são fatores fundamentais para o sucesso de uma estratégia de Unified Commerce?

A lógica é simples. Quanto mais formas de pagamento o seu comércio aceitar, maiores serão as chances de reverter possíveis desistências de carrinho. Segundo números de uma pesquisa realizada pela consultoria de comércio eletrônico e marketing digital Enext, atualmente a taxa média de abandono de carrinho em compras online no Brasil está em torno de 61%.

No entanto, apesar desses números, trazemos notícias positivas para você: reverter esse cenário não é uma tarefa impossível.

Na verdade, utilizando inovações tecnológicas para o setor de pagamentos, o abandono de carrinhos não será um problema tão grande para seu negócio.

Conheça a Transfeera!

A chave é contar com soluções e plataformas que integram em um único lugar diferentes formas de pagamento, recebimento, conciliação bancária, split de pagamentos, etc.

Nesse sentido, a Transfeera surge como uma excelente opção para expandir as opções de pagamento no contexto Unified Commerce de seu negócio.

Soluções como o ContaTransfeera para receber, por exemplo, garantem mais agilidade e facilidades para os seus recebimentos.

Dentre as principais vantagens da plataforma de recebimentos, podemos destacar dessa forma:

  • Pagamentos e recebimentos em um só lugar sem a necessidade de Internet Banking;
  • Operações poderão ser realizadas de forma instantânea 24 horas por dia, 7 dias por semana por Pix, sem necessidade de esperar horas para a confirmação de pagamentos;
  • Mais transparência na relação com seus clientes e parceiros através da automatização da confirmação de recebimento;
  • Possibilidade de emitir QR Codes estáticos ou dinâmicos para fazer cobranças com Pix;
  • Economia de tempo, tanto do seu quanto do cliente.

Além de contar com diversos métodos de pagamento, existem outros caminhos essenciais para o seu e-commerce expandir a lucratividade. Nesse material rico, damos dicas de ouro para você conquistar a eficiência financeira com seu marketplace. Acesse e saiba mais!

Banner Manual de compliance para empresas:  Evite riscos e escale o setor financeiro

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!