Gestão Financeira
Pagamento PIX: diferenças entre QR Code estático e PIX Cobrança

Pagamento PIX: diferenças entre QR Code estático e PIX Cobrança

Fernando Nunes

Fernando Nunes

Desde quando o Banco Central lançou o PIX, o sistema de pagamento instantâneo foi amplamente adotado em todo o país. Para se ter uma ideia, aqui na Transfeera nossos clientes fazem mais PIX do que outras formas de pagamentos, sendo mais de 10 mil PIX processados diariamente. Para as empresas que adotaram o pagamento PIX como modalidade, as duas possibilidades mais comuns são por meio de chaves ou QR Code.

Quanto ao QR Code, são duas as opções. A primeira é o QR Code estático e a segunda é o QR Code dinâmico, conhecido por PIX Cobrança. Você sabe quais são as diferenças entre elas? Para não ter mais dúvidas, siga na leitura deste artigo que preparamos para você.

Guia completo do Pix para empresas: tire suas dúvidas e comece a usar!

Possibilidades de pagamento PIX

Antes de partirmos para o PIX via QR Code, vale fazermos um resumão sobre as duas formas de realizar pagamento. São elas:

Chave PIX

Um mês antes de o PIX ter sido lançado, umas das coisas de que mais ouvimos falar foi sobre a chave PIX. A chave é um dado que permite um usuário enviar dinheiro para outro. Esse dado pode ser um e-mail, o número de telefone, o CPF/CNPJ, ou uma chave aleatória, que é uma sequência alfa numérica gerada pela instituição onde você tem conta.

Como explicamos em outra oportunidade, na prática a pessoa não precisa mais digitar o código do banco, a agência, o número da conta e o CPF/CNPJ para enviar dinheiro ou realizar um pagamento. Tudo que precisa ser feito é informar uma das chaves do receptor.

Aqui não vamos nos alongar no tema, mas caso queira entender melhor sobre as chaves do PIX, recomendamos este post com perguntas e respostas.

QR Code

O pagamento via PIX pode ser realizado também por meio do uso de QR Codes. Entenda que ele funciona como se fosse um atalho para a chave PIX e pode ser utilizado para pagamentos em lojas ou de prestadores de serviços, por exemplo.

Desse modo, ao invés de informar a chave, basta disponibilizar o QR code ao cliente. Tão logo o código seja escaneado pela câmera do dispositivo móvel a transferência é realizada para a conta.

Existe também a opção Pix Copia e Cola. Ela pode ser muito útil nos momentos em que o usuário não consegue utilizar a câmera do celular, que é o que acontece quando faz uma compra online ou recebe uma cobrança por email.

Em situações como essas, basta copiar o código referente ao QR Code e colar no campo disponível no aplicativo da instituição bancária.

Sobre os códigos, são duas as possibilidades: a geração de QR Code estático e de QR Code dinâmico, conhecido atualmente por PIX Cobrança. Ressaltamos que o objetivo de ambos é o mesmo, ou seja, ser uma ferramenta facilitadora de cobrança. No entanto, existem algumas diferenças entre as opções.

Diferenças entre QR Code estático e QR Code dinâmico (PIX Cobrança)

O QR Code estático pode ser usado em várias transações. Isso significa que se a pessoa ou a empresa tem um valor fixo a receber mensalmente, ela pode passar um único código que poderá ser utilizado a cada vez. A opção do QR Code estático é ideal para pessoas físicas, pequenos varejistas e prestadores de serviços.

Por sua vez, o QR Code dinâmico, conhecido atualmente por PIX Cobrança, é criado por venda. A fim de compreender bem sobre ele, entenda que seu surgimento está atrelado a uma demanda particular.

Desde que surgiu, o PIX ganhou os holofotes pelas transferências em tempo real. Mas o que acontece quando a data de pagamento é futura e não imediata?

A resposta veio na ferramenta PIX Cobrança, disponibilizada pelo Banco Central em 14 de maio de 2021. A alternativa possibilita ao emissor criar uma data de vencimento ou agendar uma cobrança. Assim, ao invés de emitir um boleto, o responsável gera um QR Code.

Como em um boleto, com o PIX Cobrança há a possibilidade de que informações além do valor sejam configuradas, tais como multas, descontos e juros. A diferença é que o pagamento cai na conta instantaneamente, ao contrário de algumas instituições financeiras que podem levar 3 dias para fazer a compensação.

Lojistas, prestadores de serviços, fornecedores e outros usuários podem encontrar muitos benefícios com o PIX Cobrança.

Calculadora de Taxas Pix

PIX Cobrança é seguro? Conheça a ContaPix

A proposta do PIX é ser um meio rápido e seguro de pagamento. Mas sabemos que a questão da segurança é algo que preocupa cada vez mais as empresas.

Com a solução ContaPix, desenvolvida pela Transfeera, é possível receber e fazer pagamentos por meio do PIX. O diferencial está no fato de que o QR Code para recebimento (Pix Cobrança) poder ser pago apenas pelo titular ou portador se o cliente assim desejar.

Exemplificando, é o que ocorre quando uma investidora gera o Pix Cobrança para que apenas o titular faça o pagamento e não um terceiro. Isso foi pensado para ajudar empresas a estarem aderentes às melhores práticas de PLD (prevenção de lavagem de dinheiro) e evitar que outras pessoas paguem pelo valor gerado.

Outras vantagens da ContaPix são:

  • Pagamentos e recebimentos em um só lugar sem o Internet Banking
  • Recebimento 24 horas por dia, 7 dias por semana por Pix
  • Recebimento de alerta na API a cada nova entrada de valor na conta
  • Comprovante de recebimento do cliente ou parceiro em tempo real
  • Emissão de QR Codes de cobrança
  • Integração com o ERP financeiro da empresa

Para saber mais sobre a solução ContaPix e contar com todos os benefícios do PIX Cobrança de modo seguro, visite nosso site e conheça o ContaPix.

Banner solicite uma demonstração

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!