Gestão Financeira Quais KPIs financeiros monitorar para ter eficiência no negócio?

Quais KPIs financeiros monitorar para ter eficiência no negócio?

Fernando Nunes

Fernando Nunes

A situação financeira da sua empresa precisa ser acompanhada constantemente. Para isso, monitorar KPIs financeiros é essencial. Eles são indicadores que apontam como andam os processos e dão informações sobre quais pontos é preciso ter atenção para não ficar com as finanças comprometidas.

Essas métricas também são indispensáveis para as tomadas de decisões. Afinal, com números precisos, é muito mais seguro fazer as melhores escolhas para o negócio, além de estabelecer metas para o planejamento financeiro da empresa.

Neste artigo, reunimos as principais informações que você precisa saber para monitorar KPIs financeiros e garantir eficiência no seu negócio. 

Você vai entender quais são os tipos de indicadores financeiros, por que usá-los na gestão e quais você deve aplicar na sua empresa para um bom controle. Confira!

Quais são os tipos de indicadores financeiros?

Os KPIs financeiros integram 4 diferentes tipos. São eles:

Indicadores de liquidez

Mensuram a capacidade que a empresa possui de cumprir obrigações de curto prazo dentro do vencimento.

Indicadores de estrutura de capital

Medem o endividamento utilizado pela empresa para gerar lucro e a capacidade que ela tem de gerar caixa que supere os juros, garantindo o crescimento dos negócios.

Indicadores de lucratividade e rentabilidade

Analisam a relação entre os lucros e o patrimônio da empresa: vendas, ativos e capital investido.

Indicadores de atividade

Medem o tempo que a empresa leva para converter contas em vendas ou caixa.

Conteúdos Relacionados:

Por que usar KPIs financeiros na gestão?

Para acompanhar se a empresa está em dia com as suas rotinas financeiras e se o negócio está sendo viável, é fundamental monitorar os KPIs financeiros. 

Do contrário, a empresa pode estar seriamente comprometida e sequer perceber que pode ir à falência.

Além disso, os dados apontados por esses indicadores são úteis para a tomada de decisões assertivas. 

Geralmente, as decisões exigem agilidade, por isso é tão importante já estar acompanhando essas métricas para saber o melhor caminho que a empresa deve tomar de forma rápida.

Uma gestão moderna garante que os dados estejam organizados, com fácil acesso, de maneira que possibilitem uma análise eficiente e, de preferência, automatizada.

Os principais KPIs financeiros para monitorar e como aplicá-los

Qualquer que seja o ramo de atividade da sua empresa, é importante que você acompanhe pelo menos esses KPIs financeiros que descrevemos a seguir:

Fluxo de caixa

Um dos fatores que mais levam empresas à falência é o gerenciamento inadequado de entradas e saídas do caixa. 

Por isso, o fluxo de caixa está entre os KPIs financeiros mais importantes para serem monitorados. É ele que possibilita acompanhar os resultados da empresa diariamente e fazer projeções futuras.

O cálculo é básico. Fluxo de caixa = receitas – despesas.

Para facilitar esse acompanhamento, é fundamental contar com ferramentas de automação. 

O processo de contas a pagar, por exemplo, pode se tornar muito mais simples com uma plataforma de gestão e processamento de pagamentos que automatize as transferências bancárias e possibilite uma visão completa dos processos financeiros.

Resultado operacional

O resultado operacional avalia toda a operação da empresa, ou seja, o potencial do seu modelo de negócio. 

É calculado tomando as receitas e subtraindo delas as deduções, os custos variáveis e as despesas operacionais, como aluguel, telefone, salários dos colaboradores, encargos trabalhistas etc.

Como calcular: resultado operacional = receitas – (deduções + custos variáveis + despesas operacionais).

Resultado líquido

O resultado líquido é outro nome para o famoso lucro, um dos KPIs financeiros que mais merecem atenção. 

Isso porque, se não for avaliado de maneira correta, pode te levar a interpretar que tem um dinheiro que, na verdade, não tem.

Por exemplo, para calcular o lucro, não deve ser considerado se existe ou não dinheiro em caixa, assim como, no cálculo do resultado operacional, não devem ser considerados como saídas: empréstimos, compras de imobilizados e retiradas de sócios.

Como calcular: resultado líquido = receitas totais – custos totais.

Ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio é o indicador que aponta quanto a sua empresa precisa faturar para pagar todos os gastos, como custos variáveis e despesas fixas. 

Esse KPI pode ser muito útil para orientar as metas de faturamento do seu negócio, identificar possíveis desvios e providenciar ações para atingir os resultados esperados. 

O objetivo é superar o ponto de equilíbrio, porque é a partir dele que a empresa começa a ser lucrativa.

Como calcular: ponto de equilíbrio = gastos fixos / (receitas – custos variáveis).

Retorno sobre investimentos (ROI)

O ROI (Return on Investment) é calculado tomando o ganho obtido e subtraindo dele o investimento. Depois, o valor alcançado deve ser dividido pelo valor do investimento.

Com esse indicador, você poderá verificar se os retornos estão alcançando as metas, ou seja, se a sua empresa está ganhando ou perdendo dinheiro de acordo com o que está investindo. 

Além disso, o cálculo  também te ajuda a identificar as possíveis falhas e corrigi-las.

Como calcular: ROI = (ganho obtido – investimento) / investimento.

Agora que você conhece os principais KPIs financeiros para fazer uma boa gestão na sua empresa, entenda também como ganhar escala no seu processo de pagamentos. 

Confira um conteúdo que temos sobre esse tema:

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!