Gestão Financeira
O novo papel do Chief Financial Officer (CFO) nas empresas

O novo papel do Chief Financial Officer (CFO) nas empresas

Você sabe o que é o Chief Financial Officer e qual sua importância para o cotidiano de uma empresa?

Conhecido também como CFO, esse cargo está relacionado com a figura do responsável pela gerência de todo o setor financeiro da empresa. Em outras palavras, esse profissional é encarregado de direcionar os caminhos econômicos que serão tomados no dia a dia do negócio.

A função do CFO está diretamente ligada com o processo de tomada de decisões da empresa.

Nesse artigo, iremos indicar particularidades e deveres de um profissional dessa área. Siga a leitura!

Chief Financial Officer: qual o perfil ideal?

Para que um CFO realize um trabalho bem feito, é importante que ele tenha um perfil estratégico definido. Para isso, deve contar com alguns atributos e especialidades que servirão como bases para sua gestão. 

A imagem do Chief Financial Officer ganhou ainda mais destaque e importância devido às complicações e desafios econômicos vividos pelo mercado devido à pandemia de Covid-19.

Afinal, estamos falando de uma situação atípica que exigiu diversas formas de adaptação e necessidade de tomadas de decisão muito importantes para que muitos negócios permanecessem ativos.

Nesse cenário, o Chief Financial Officer assumiu uma posição fundamental para a saúde financeira dos negócios.

Sendo assim, as características de um Chief Financial Officer ideal são:

Olhar estratégico

O ponto primordial que todo CFO deve ter é o olhar analítico e estratégico. 

A função exige que o profissional tenha uma visão atenta para notar potenciais oportunidades e fugir de prejuízos antes mesmo deles acontecerem. Tudo isso com base na análise de informações financeiras da empresa.

Capacidade para ser firme em suas decisões

Lembre-se: um CFO é o responsável pela tomada das decisões da equipe. Então é função do profissional ter aptidão para decidir os caminhos da companhia de maneira rápida e assertiva.

Vale ressaltar que no mundo empresarial, muitas decisões devem ser feitas em um curto espaço de tempo. Dessa forma, um gestor assertivo em suas escolhas é de grande valor para o negócio.

Facilidade na gestão de pessoas

Esse profissional necessita apresentar facilidade em gerir pessoas, identificando os pontos de força e fraquezas de cada um. Com essa informação, ele poderá direcionar as atividades de seus funcionários de acordo com suas aptidões específicas.

Domínio da tecnologia e capacidade de adaptação

Ao se deparar com um desafio, um bom CFO deve ser capaz de elaborar métodos para minimizar impactos da causa e continuar com as atividades da melhor forma possível.

Para isso, utilizar inovações tecnológicas que tragam benefícios e facilidades a sua rotina é fundamental.

CFO: O que faz?

Liderar e orientar as operações financeiras

Responsável pela saúde financeira e gestão dos recursos de uma empresa, o profissional da área deve ter um olhar amplo do mundo dos negócios para que possa liderar as atividades com eficiência.

Nesse contexto, ele é o responsável pela análise do cenário macro da saúde financeira da empresa para basear suas decisões.

Como resultado, quanto mais conhecimento da situação atual dos negócios ele tiver, mais assertivas serão suas escolhas.

Avaliar os recursos e investimentos

Uma tarefa básica para todo Chief Financial Officer é saber distribuir os recursos da empresa da melhor maneira possível e controlar as economias. 

Para que isso seja possível, o profissional deve contar com algumas informações providenciais, como o fluxo de caixa, o total dos recursos disponíveis, investimentos, dívidas e multas.

Em síntese, toda a movimentação financeira da empresa deve passar pela análise do diretor da área.

Conhecer o mercado

É função do Chief Financial Officer conhecer bem o mercado que a empresa está inserida.

Afinal, esse know how pode abrir diversas portas para possibilidades, parcerias e negócios muito lucrativos para a saúde financeira da instituição.

Através desse conhecimento, o profissional poderá observar novas tendências de mercado, como inovações tecnológicas, novos maquinários, métodos de pagamento, etc. Ter esse panorama geral permitirá que as atividades da empresa permaneçam atualizadas.

Ter conhecimento básico sobre todas as áreas

Por fim, o conhecimento de um Chief Financial Officer não deve se limitar apenas à sua área de atuação. Afinal, estamos falando de um cargo fundamental para o funcionamento pleno de todos os setores da empresa.

Considerando esse fator, é importante que o profissional tenha uma bagagem, mesmo que básica, de todas as áreas de atuação na empresa.

Assim, ele conseguirá ter uma visão mais clara sobre as dinâmicas do funcionamento de cada setor específico.

Digamos que algum problema esteja acontecendo no setor de vendas, por exemplo.

Contando com um conhecimento prévio, o CFO terá mais facilidade em identificar o que pode estar atrapalhando o funcionamento da área.

Consequentemente, a resolução será mais simples e rápida.

Como as responsabilidades do CFO mudaram durante a pandemia?

Como citamos anteriormente, a função de um CFO mudou consideravelmente após a pandemia do COVID-19.

Pesquisas feitas pela McKinsey destacaram que o papel desse profissional após 2020 passou a se envolver mais diretamente com a resolução de problemas e adaptação de novas tendências.

Ou seja, o Chief Financial Officer hoje deve se atentar especialmente na gestão de crises, afastando-se um pouco das responsabilidades a longo prazo que anteriormente eram o foco principal.

Além disso, o estudo também define que as empresas estão adotando cada vez mais tecnologias para auxiliar nas atividades diárias.

Segundo relatos dos entrevistados na pesquisa, as empresas que incluíram inovações tecnológicas em suas operações financeiras mostram-se mais preparadas para crises futuras.

Todo esse cenário demonstra que o direcionamento do Chief Financial Officer pós-pandemia se voltou para questões de curto e médio prazo.

Capacidade de adaptação e velocidade na resolução de problemas são dois fatores providenciais que podem determinar o futuro de um negócio.

Portanto, o CFO é encarregado de se atualizar tecnologicamente para estar sempre um passo à frente dos problemas que podem surgir para atrapalhar os negócios.

Guia: redução de custos nas empresas

A crescente importância das soft skills

Você sabe o que são as soft skills? Em poucas palavras, elas são são habilidades comportamentais relacionadas a maneira como o profissional lida com o outro e consigo mesmo em diferentes situações.

Especialmente em um mundo pós-pandêmico e que ainda se reestrutura do difícil período que passamos, essas habilidades mostram-se indispensáveis para que os desafios do mercado possam ser superados.

Dentre as soft skills mais importantes para superar os desafios pós-pandêmicos, podemos destacar as seguintes:

Flexibilidade

Ao decorrer desse artigo, citamos diversas vezes a palavra “adaptação”. A presença constante deste termo no vocabulário dos gestores tem um motivo muito específico.

A pandemia trouxe a necessidade de adaptação. Para isso, o gestor deve ser flexível, sabendo como lidar perante os mais variados problemas e situações que possam surgir.

Colaboração

Um CFO também deve compreender a importância do trabalho em equipe, mas não só isso. Também é necessário ter competências para tomar a linha de frente e assumir a liderança de atividades.

Para isso, a gestão de recursos humanos mostra-se como uma habilidade de ouro para que o CFO consiga fazer sua equipe trabalhar de maneira unida e produtiva.

Resiliência

As pressões impostas diariamente nos gestores podem ser uma grande dor de cabeça quando não existe um preparo psicológico adequado. Afinal, elas surgem de todos os lados e em momentos inoportunos.

Sendo assim, um CFO deve ter habilidade e preparo para lidar com a pressão e ser capaz de se adaptar aos cenários adversos que elas podem trazer.

Comunicabilidade

A comunicação dentro de uma empresa é um ponto essencial para o sucesso dos negócios. Quanto mais integração existir entre os setores, mais dinâmicas serão as interações. Como consequência, os resultados também serão mais positivos.

Para que isso aconteça, o CFO deve saber se comunicar com sua equipe, sempre valorizando um diálogo claro, respeitoso e eficiente entre todas as partes.

CFO e as inovações tecnológicas

Mais do que concentrar as habilidades e conhecimentos de sua área, um CFO deve ter atenção às inovações do mercado e atenção às tendências que orbitam a empresa.

Isso acontece porque existem inúmeras soluções tecnológicas que foram desenvolvidas para simplificar e agilizar as tarefas do dia a dia.

Ignorar essas inovações significa estar em desvantagem em comparação aos concorrentes, visto que cada vez mais empresas optam pela automatização, como forma de ampliar a eficiência e a construção de bons resultados.

Especialmente no setor financeiro, uma área que requer muita atenção durante as operações, a automatização de atividades pode ser muito bem-vinda.

Atualmente há diversas soluções que podem auxiliar tanto um profissional CFO, quanto todo o ecossistema financeiro de uma empresa.

Um bom exemplo desse suporte na gestão são as soluções Transfeera. A plataforma de pagamentos visa otimizar a dinâmica do seu setor financeiro, simplificar tarefas rotineiras e otimizar a gestão de tempo no setor de finanças.

Através dessa inovação, a automatização cuidará da parte mais mecânica da rotina de pagamentos, permitindo que os funcionários foquem exclusivamente no desenvolvimento do negócio. Tudo isso fugindo das taxas bancárias e com excelente custo-benefício.

Quer saber mais sobre a importância das inovações em processos financeiros?

Acesse esse material! 

Banner solicite uma demonstração

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!