Tecnologia
O que é BaaS e como possibilita a inovação nas empresas?

O que é BaaS e como possibilita a inovação nas empresas?

O BaaS (Bank as a Service) é um conceito que ganha cada vez mais força no mundo empresarial. Em resumo, ela é uma tecnologia que possibilita que as instituições, de diferentes setores de atuação, entreguem produtos financeiros sem a interferência externa de um banco ou organizações da área.

Em outras palavras, serviços (como cartões, contas digitais, pagamentos, etc) que antes poderiam ser feitos apenas com intermédio de bancos digitais, agora são abertos para outros negócios.

Mas afinal, por que será que essa tecnologia mostra-se como uma aliada tão importante para gestores do Brasil e do mundo? Nesse artigo, iremos explicar detalhes sobre a origem, as vantagens e funcionalidades do BaaS. Siga a leitura!

Baas: O que é Bank as a Service?

Como vimos, a tecnologia BaaS muda a forma que as empresas irão lidar com o dinheiro. E esse conceito está diretamente ligado com o Open Banking. Confira abaixo como esses dois conceitos se interligam diretamente.

Qual a relação entre BaaS e Open Banking?

Uma das principais inovações trazidas pelo BaaS é o Open Banking ou Open Finance. Através dessa ferramenta, um usuário poderá utilizar APIs para navegar em uma plataforma bancária online e realizar suas transações na plataforma da própria empresa.

Já o Open Banking regula as formas de como as instituições devem agrupar e consumir as informações do cliente. Tudo de maneira segura e autorizada previamente pelo consumidor.

Sendo assim, a principal semelhança existente entre o Baas e o Open Banking é a possibilidade de que soluções bancárias sejam oferecidas para os consumidores através de APIs abertas.

Entretanto, o ponto de divergência entre os dois conceitos está no fato de que o Open Banking é encabeçado pelo Banco Central. Assim, informações poderão ser oferecidas para um volume mais extenso de organizações.

A adesão do BaaS no Brasil

Segundo dados obtidos pelo Relatório de Economia Bancária do Banco Central de 2019, 80% do crédito do Brasil é detido pelos grandes bancos. Sendo assim, podemos perceber um cenário muito consolidado do sistema financeiro no país.

Entretanto, progressivamente muitas empresas notaram margens e taxas bancárias extremamente altas e abusivas. Dessa forma, as fintechs surgiram como excelentes alternativas para gestores fugirem dessas problemáticas.

Informações de uma pesquisa do Fintech Report 2021 indicaram que o investimento mundial no primeiro quarto do ano ultrapassou o valor de 13 bilhões de dólares. Em nosso país, apenas nesse período, temos uma quantia de 4 bilhões injetados em startups financeiras.

A Fintech Report também afirma que os serviços digitais acumulam mais da metade dos investimentos em fintechs em sua totalidade, além de um aumento em soluções de crédito e meios de pagamentos/seguros.

Um número expressivo das aquisições recentes está relacionado diretamente com instituições que apresentam facilidades tecnológicas para linha de crédito e formas mais dinâmicas de pagamento.

Case Ifood e funcionamento Banking as a Service

A marca, especializada em delivery de comidas, criou a Conta Digital Ifood. Essa plataforma foi desenvolvida para dinamizar a rotina dos donos de restaurantes, sendo 100% digital. Através desse software, o cliente tem a possibilidade de realizar as transações com o intermédio do próprio aplicativo Conta Digital ou do Portal do Parceiro Ifood.

É importante ressaltar que a Conta Digital Ifood não gera tarifas. Dessa forma, o cliente poderá aproveitar benefícios como pagamento de contas e impostos com códigos de barras, solicitação de crédito, transferências via TED, etc.

Além disso, ele também receberá os repasses na sua Conta Digital.

Com todos esses benefícios do case Ifood, concluímos que o Banking as a Service mostra-se como uma excelente ferramenta para o desenvolvimento financeiro de sua empresa.

A Transfeera, uma FaaS (Function as a Service),  surgiu no mercado como uma consequência do BaaS, visto que esse sistema permitiu o Open Banking e inovações financeiras desatreladas dos bancos comerciais.

Vantagens do BaaS para as empresas

Mas afinal, quais são os principais benefícios que o BaaS pode trazer para as empresas? Confira abaixo as principais vantagens que o BaaS levará para o seu negócio.

Atração e retenção de clientes

Oferecer facilidades e vantagens nas transações é um fator que pode elevar a relação de cliente e instituição a outro patamar. Afinal, em qual estabelecimento você voltaria a fazer negócio: no que te forneceu diversos benefícios de compras ou na empresa que nunca ofereceu?

Pensando nisso, o primeiro benefício do BaaS é a atração e retenção que poderá ser firmada com o seu consumidor. Através das facilidades oferecidas por essa tecnologia, seus clientes serão fidelizados. Como consequência, as chances de retornarem para novos negócios serão mais altas.

Personalização dos serviços

O BaaS oferece ao usuário a possibilidade de personalizar os produtos da empresa. Sendo assim, o gestor poderá ter os recursos suficientes para entregar somente aquilo que pode ser útil para o cliente, fornecendo um serviço mais assertivo e personalizado. Assim, a chance do negócio ter sucesso será maior.

Como consequência desse recurso, o dinheiro que seria gasto em estratégias ineficientes e sem grande impacto nos negócios poderá ser destinado para outras áreas.

Facilitação de pagamentos

Contando com o BaaS, o gestor não precisará depender de instituições bancárias para fazer suas transações. Assim, atividades operacionais como pagamento de boletos e transferências poderão ser feitas com mais facilidade.

Praticidade

A tecnologia é a chave para a eficiência do BaaS. Através dessa ferramenta, a empresa poderá contar com processos de ponta a ponta otimizados, práticos e simples de compreender.

Como consequência dessa praticidade, os gestores também poderão ter mais segurança nas atividades operacionais, visto que as APIs são programadas para trabalharem sem falhas.

Melhor experiência ao usuário

Todos esses benefícios somados resultam nesse último: uma experiência final do usuário impecável. Oferecer ferramentas que estreitam a relação entre a instituição e seu público pode ser o fator vital para sua empresa se manter relevante.

Portanto, é fundamental que as empresas contem com facilidades financeiras em suas atividades. Nesse cenário, o BaaS mostra-se como uma excelente forma de melhorar a experiência do usuário.

Como o Banking as a Service funciona?

O BaaS é uma ferramenta que atua como intermediária entre empresas que desejam oferecer seus produtos financeiros para seus clientes. Em outras palavras, através desse método, a instituição identifica alguma necessidade entre seu público alvo e mostra benefícios por meio de um serviço financeiro.

Com o tempo, essa tecnologia pode trazer informações valiosas sobre como potencializar as vendas de seu negócio.

Mas afinal, qual é a base do funcionamento do Banking as a Service? Os grandes responsáveis são os APIs (Interface de Programação de Aplicações), plataformas que permitem a interação entre diversos softwares simultaneamente.

Vamos colocar o funcionamento do Banking as a Service na prática? Através do Banking as a Service, o gestor poderá criar produtos financeiros sem a necessidade de uma qualificação ou regulação bancária.

Cartões de supermercado ou de lojas de departamento, por exemplo, mostram como essa ferramenta pode ser útil tanto para o negócio quanto para o consumidor final. Com esses cartões em mãos, os clientes conseguirão efetuar suas compras diretamente no aplicativo da empresa, sem interferência de instituições bancárias.

Produtos básicos de uma plataforma de Banking as a Service

Uma plataforma de BaaS geralmente oferece serviços relacionados com contas de pagamento (ou conta digital). E não apenas isso. Essa tecnologia também tem como feature básica no Brasil:

  • P2P (peer-to-peer);
  • Transferência entre contas;
  • Geração de boletos;
  • Geração de cartões físicos/virtuais bandeirados;
  • Pagamento de contas;
  • Pix;
  • Sistemas de Cashback;
  • Serviços satélites, como recarga de celular;
  • Integração com soluções de crédito;

Normalmente, empresas responsáveis pelo desenvolvimento dos sistemas de BaaS oferecem suporte e consultoria para os negócios, visto a complexidade do tema. Sendo assim, há o desenvolvimento de soluções para prevenção à fraude, pagamentos, recebimentos, etc.

A Transfeera conta com soluções que visam dinamizar e facilitar as rotinas financeiras de uma empresa. A ContaTransfeera para pagar, por exemplo, permite que você faça um ou milhares de pagamentos com a mesma eficiência e assertividade.

Já a ContaTransfeera para receber é uma API destinada para o recebimento de pagamentos por Pix. Através dessa ferramenta, o gestor terá um leque maior de opções para sua rotina de recebimentos. Veja mais.

Por fim, a ContaCerta foi pensada para que você nunca mais se preocupe com pagamentos enviados para contas erradas. Essa solução de validação bancária garante que todas suas transações sejam direcionadas exatamente para onde devem ser. Sem erros, sem falhas.

Quer saber mais sobre o papel das Fintechs na ampliação de serviços financeiros nas empresas? Acesse esse material disponibilizado gratuitamente e saiba mais sobre!

APIs para fintechs

Quer receber esses conteúdos e as novidades em primeira mão diretamente em seu e-mail?

Cadastre-se e receba as atualizações do blog e sobre a Transfeera diretamente em seu e-mail.

Ao informar meus dados, concordo com a política de privacidade

Usamos cookies e tecnologias similares para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e conteúdos de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossos termos legais, confira!